quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Portugal



Para quem não conhece Portugal ou mesmo para quem acha que conhece. Vale MUITO a pena ver este vídeo, em especial depois do 1:30 min.

Felizmente, ao longo destes quase 2 anos já estivemos na maior parte destes lugares e posso dizer que as imagens NÃO fazem jus ao que se vê pessoalmente. Realmente, defeitos à parte, Portugal é um lugar excelente e infinitamente bonito para conhecer e viver. Muitos brasileiros perdem oportunidades de vir à Portugal para conhecer em prol de outros países que não lhes oferecerão nem de longe a mesma qualidade, conforto, segurança, bons preços e excepcional receptividade.

Abs

Coração

http://www.youtube.com/watch?v=iqUuYL73C8Q&feature=related

(educação infantil... nossa opinião)

Hoje recebi um email que achei tão importante pelo contexto que resolvi postar aqui, mesmo não tendo necessariamente que ver com nosso tema do blog. 

Abaixo vai também um pequeno texto que escrevi quando repassei o email, enfim, dê uma olhada e veja a forma como EU e a Docinho pensamos sobre o assunto, o qual já discutimos um sem par de vezes.

"São pequenas coisas como essas “leis da palmada” e outras baboseiras que há na “moderna” educação que estão fazendo com que os jovens em geral achem que “tem direito” a uma porção de coisas, mas jamais se lembrem de quão difícil é consegui-las ou das suas muitas obrigações. E babaquices como proibir o trabalho abaixo dos 16 anos e outras coisas que não ajudam em nada.
Quanto mais o governo ficar longe da vida das pessoas, melhor. SEMPRE. Todo e qualquer governo é como um rei Midas ao contrário, onde coloca a mão transforma em merda!
Evitar abusos é uma coisa, responsabilidade de uma série de entidades, mas intrometer-se na educação dada aos filhos, em especial baseados em “especialistas”, “psicólogos”, “pedagogos” e etc, é um absurdo. Cada um educa o seus filhos como achar melhor, porque na hora em que der merda, em que estiver grávida aos 12 anos, em que o filho for preso aos 14 ou em que estiverem pelas ruas à procura de crack ou roubando para sustentar vícios ou uma vida inútil porque jamais conseguiram ou conseguirão ter responsabilidade suficiente para ter um emprego e sustentar-se (em geral com o velhos argumentos “meu chefe me persegue”, “aquele emprego é pouco para mim”, “mas eu me formei em astrofísica, como assim vou trabalhar no McDonald´s?” etc e tal),

NENHUMA outra pessoa exceto os pais, e muito mais provavelmente a mãe, vai estar lá comendo o pão que o diabo amassou para tentar remendar o problema. Então, se vai se foder por conta de alguma coisa, ao menos tenha o direito de fazê-la da forma que achar melhor. Se der errado, a culpa foi SUA, não do governo. Hoje é ao contrário, temos muitos pais carregando uma enorme cruz porque foram obrigados a criar seus filhos da forma que o “governo” acha que é correta! E agora, sr Político, será o Sr a resolver a merda que deu??? Porque hoje temos zilhões de adolescentes de 30 anos pelo mundo justamente porque “tadinho, como assim vai trabalhar tão cedo” ou “tadinho, o pai era tão duro com ele...” ou “como assim gritou com ela para fazer algumas tarefas domésticas básicas”.
Vale a pena MUITO ver esse vídeo.
Abs
Coração


Este vídeo é muito bom. Vale apenas assistir.
 

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Como é morar em Coimbra?

Nós adoramos morar em Coimbra. A cidade é limpa, organizada, muitíssimo bem cuidada, bonita, verde, com um bom astral e é movimentada, sem ser grande ou lotada.

Há dois marcos na cidade que são difíceis de não ver: 1) a parte alta da cidade (também a mais antiga) e 2) o rio Mondego.

A parte alta, histórica, equivalente ao núcleo original de Coimbra, antigamente rodeada pelas muralhas da cidade, das quais ainda há alguns trechos visíveis, é muito gostosa de aproveitar. Suas ruas estreitas, típicas de cidades medievais, com um traçado irregular, cantos inacreditáveis para quem vai dirigindo (há uns lugares onde é difícil crer que passe um carro!), a Universidade, o Aqueduto, suas inúmeras igrejas e monumentos. É um lugar MUITO bonito de visitar. Quem não conhece, venha conhecer, pois é um passeio de um ou dois dias que vale a pena. Tem um bocado de história aqui para ser explorada (até, porque, para quem não sabe, Coimbra foi capital de Portugal por algumas décadas).

O rio Mondego é um colírio para os olhos. Nós temos o privilégio de morar aqui bem pertinho. O rio é limpo, vivo, repleto de aves, sempre com remadores a percorrê-lo para cima e para baixo, com parques nas duas margens, ótimo para pescar, relaxar ou simplesmente pousar os olhos. Amo esse rio! Gostaria muito de saber velejar para poder aproveitá-lo um pouco mais... mas das margens já dá pra tirar um pouco do gostinho.

Mas há muito mais em Coimbra do que simplesmente estes dois lugares.

Além de muita História, Coimbra oferece ótimas opções de lazer DIÁRIO e com bom tempo. Essa observação é importante, pois chovendo fica complicado de ter o que fazer por aqui, exceto os shoppings, e isso não é muito nossa praia. Aliás, tanto eu quanto a Docinho detestamos shoppings em geral, portanto aquele passeio típico do dia de chuva de ir ao shopping para nós é um tormento!
De todas as formas, há shoppings e cinemas na cidade, o que pode aliviar a barra. Infelizmente, para o meu gosto, eles amam demais filmes de terror, então, em qualquer época do ano haverá sempre no mínimo metade dos cinemas com filmes de terror passando - e aí, limita, pois não curto. Há também sempre alguns filmes "cabeça" no ar, em especial franceses. Mas há cerca de 12 cinemas na cidade, portanto, algum há de agradá-lo.

Em dias bons, além do Parque Verde às margens do rio Mondego, há também a mata nacional do Choupal - também às margens do Mondego, mas um pouco mais afastado do centro urbano - e vários outros parques menores na cidade. Todo mundo aqui anda de bicicleta ou faz corrida, portanto, se é atleta ou gosta de esportes, a cidade vai te agradar. 
Tem, óbvio, o remo. Como todas as cidades universitárias antigas na Europa e nos EUA, remo é um esporte muito comum nestas plagas. E há escolas de remo e etc etc etc.

A Acadêmica, clube de futebol de Coimbra, tem um clube mesmo também ali próximo da ponte velha, onde  fazem treinos de rugby, há tênis, há lutas marciais, uma pista para corrida de carrinhos de controle remoto - bem legal de assistir no verão. Não é caro de entrar de sócio.

Tem o Estádio de Futebol de Coimbra, na Solum, onde a Acadêmica costuma mandar seus jogos. Neste sábado, por exemplo, empatou em casa com o Benfica. Sobre isso, aliás, tenho que fazer um outro post, pois se os brasileiros se acham fanáticos com futebol, os caras aqui são totalmente perturbados! Chega às raias da doença mesmo! Mas outra hora falo disso. No estádio, além de futebol, há um shopping, como já mencionei, shows (Madonna vem cantar aqui agora em junho) e outros eventos. O estádio lembra um pouco o Engenhão, no Rio, embora um pouco menor.

Há várias dezenas de galerias de arte em Coimbra. Não são muito minha praia, mas para quem gosta é prato cheio.
Teatros há alguns, vários com peças dos estudantes, mas também produções nacionais. 
Cinema, como disse, nos shoppings há uns tantos. A programação não muda tão a miúdo como no Brasil, e tirando o festival constante de filmes de terror, dá pro gasto. São boas salas, sempre bem vazias, sendo que o bilhete não é tão caro: normalmente em torno de 5 euros. Mas de vez em quando tem algumas promoções legais. Nós temos TV a cabo da mesma operadora das salas de cinema, então pagamos 2 entradas pelo preço de uma! 
Ópera há de vez em quando. Argh! Mas há quem goste!
Há constantemente eventos culturais pela cidade, com música clássica, música francesa, dança disso ou daquilo. Para quem tem disponibilidade de sair à noite sem problemas, há muito o que fazer. Nós, em função da nossa Princesinha, infelizmente não temos muito como ir - ah, babá aqui é caro, viu? Em geral cobram 8 a 10 euros por hora, portanto, uma saídinha noturna pode ficar caro.

Aqui não há trânsito, exceto em alguns poucos lugares e mesmo assim em certos horários. Na rua do Brasil, onde há o acesso mais usado por nós para ir para a parte alta da cidade há um colégio gigante e com isso, como no Brasil, há trânsito nos horários de entrada e saída do colégio. Fora isso somente na av. Fernão Magalhães há um certo trânsito mais constante. De resto, como quase não há sinais de trânsito na cidade, andar de carro é bem agradável. O problema é a velocidade excessiva dos caras, em especial dos táxis. Mas leva-se numa boa após algum tempo. Tirando a faculdade, onde estacionar é sempre um parto, no restante da cidade é moleza, em especial por haver estacionamentos pagos em qualquer canto. Mas, como já disse, tenha sempre moedas nos bolsos, pois vários deles não aceitam trocar notas.

Como a cidade é pequena, não demoramos mais do que uns 5 a 10 minutos para ir a lugar algum. 
As ruas são amplas e com asfalto perfeito, jamais com algum buraco. Bom de andar de bicicleta - não há ciclovias aqui, o que é uma falha absurda na cidade. 

A vida portuguesa se faz nos cafés. TUDO é desculpa para tomar um cafezinho. CafeZINHO mesmo, pois uma "bica" é 1/3 do nosso cafezinho no Brasil. E forte pacas! Em geral com pouco açúcar, ou seja, amargo. Mas a vida gira em torno dos cafés... tudo acaba num café. Portanto, acostume-se.

Livrarias há as pencas. Não só livrarias no sentito estrito, mas também em qualquer lugar vendem livros, inclusive nos supermercados, onde as sessões de livros são maiores do que muitas livrarias no Brasil.

Esqueça compras pela internet... isso merece um post, mas tudo relacionado à internet deles é bizarro, exceto a infraestrutura, onde temos acesso a 65, 100, 200 ou 300mB com facilidade. Mas o comércio eletrônico é tão escroto que prefiro comprar em Londres e mandar entregar do que comprar aqui. O mesmo vale para conseguir informações sobre qualquer coisa. Meu conselho: use o telefone. Vai se aborrecer menos.

De Coimbra para as demais cidades grandes de Portugal há transporte fácil, fácil. O Porto fica a menos de 1 hora e meia de carro daqui. Lisboa, duas horas. Isso sem correr, pois nos padrões locais, chega-se lá em 1 hora e 1h e 15min, respectivamente - mas eles vão a 150 ou até 180 ou 200 nas estradas. O limite é 120km/h. Tem trem também para os principais centros e ônibus para todo lado. Não há aeroporto digno do nome por aqui, então, sempre vai precisar de Lisboa ou do Porto.
As estações de trem ficam bem localizadas e a rodoviária também, então não é preciso stress, embora para a Coimbra B - estação de trem onde param os trens mais sofisticados - talvez precise de um táxi se estiver com malas ou for de noite.

Em termos de segurança, até hoje não tivemos qualquer problema. Há alguma violência sim, mas coisa que para nós, brasileiros, é fichinha. Em geral ocorre de noite em lugares mais ermos. E costuma estar relacionada com o tráfico de drogas. Temos medo de como ficarão as coisas agora com esse desemprego mais grave e com a retirada das ajudas sociais (aqui também tem bolsa tudo) por conta da crise econômica. Deve disparar a violência. Mas por enquanto, ainda não vimos isso.
Apenas como exemplo, nunca vi um apartamento térreo aqui que tenha grades. E são prédios bonitos e de luxo. Vamos ver até quando dura a tranquilidade...

Isso aí.

Abs

Visão do rio Mondego

Ponte Rainha Santa Isabel vista do pátio da Faculdade

Parque Verde num sábado de manhã

Parque Verde num sábado de manhã

adoro esses patos!

As crianças adoram esse urso!

Neste parque há restaurantes, museus e fontes

Outra vista da cidade

vista da cidade

visão do bairro Santa Clara (partes alta e baixa)

ao fundo vê-se o Vale das Flores e a Solum

Sé Velha (1170) de Coimbra

neste largo os estudantes fazem serenatas com bastante frequência




não canso de ver essa paisagem

Santa Clara visto da cidade alta

essa rua segue ao lado das antigas muralhas de Coimbra - do lado esquerdo

ponte de pedestres que liga o Santa Clara ao centro da cidade (e meus amigos patinhos!)

vista tradicional de Coimbra (cidade alta)

Lá no alto do Santa Clara vendo o centro

vista de prédios históricos



Na margem direita do Parque Verde há bares e restaurantes com música ao vivo

aproveita-se a vida por aqui!

visão da cidade alta da ponte velha

a margem direita do Mondego (atracado ali está o "Basófias", barco de turismo pelo rio)

margem esquerda do Mondego

bem... esse é o rio

prefeitura da cidade (fica na Baixa)

fonte em frente à Igreja onde há alguns reis portugueses enterrados

esqueci o nome da Igreja... mas é de 1100 e tantos!

acredite ou não, ali passa um carro!


Sé Nova (1500 e tanto) e prédios da Universidade

parque junto à praça da República

Praça da República (point jovem)



Museu das Águas de Coimbra








Árvore de Natal no Parque Verde



Pátio da Faculdade de Direito

Pátio da Faculdade de Direito

Pátio onde estão as faculdades de Medicina, Letras, Física e a  Biblioteca

Pátio onde estão as faculdades de Medicina, Letras, Física e a  Biblioteca 
Coração