segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Preparativos III, o retorno dos que não foram

(cont)

Resolvido o problema do dinheiro e do apartamento, ainda tínhamos que resolver o problema do visto, passaportes, carteira de motorista, trazer as coisas e o problema do seguro saúde.

Ah, aposto que neste último item você não tinha pensado, não é? Pois é, quase ninguém pensa, mas é um problema, pois fora do país a maior parte da saúde é pública e o acesso é restrito a nacionais.

Vamos por partes:

1) visto: bem, eu tenho dupla nacionalidade, assim como o Monstrinho (viu só, mudou! Ela está aqui ao lado dando um trabalho desgraçado para comer o jantar, então deixou de ser Salgadinho...), porém ela não tinha ainda o passaporte espanhol. Então, na prática também teria que arrumar um visto para ela. O visto de estudante no Brasil para Portugal exige que se apresente a documentação aqui da UC informando que foi aceito no processo seletivo, o que não tínhamos. Recordando, o resultado saiu no último momento, e foi tudo comunicado via email. Uma carta com o documento exigido pelo consulado demoraria quase um mês, mais o tempo do visto, no mínimo uns 15 dias, problema enorme com nossa escassez de tempo. Que fizemos? Viemos na cara e na coragem sem visto algum. Estrangeiros podem ficar 90 dias em Portugal como turistas. ANTES DO FIM DESTE PRAZO, sob pena de multa de uns 250 euros, vá ao SEF, Serviço de Estrangeiros e Fronteira, e dê entrada nos documentos para obtenção do seu visto de estudante. Detalhe, a marcação é via telefone (no site deles tem o número), mas FAÇA QUESTÃO DE, MESMO QUE OS SEUS DOCUMENTOS ESTEJAM INCOMPLETOS, QUE ELES DÊEM ENTRADA NO PROCESSO NO SISTEMA INFORMATIZADO E TE MARQUEM UMA DATA PARA VOLTAR.  Por que esse detalhe é tão importante? Porque no nosso caso, faltou documento e a funcionária, de boca, nos disse para pegarmos o documento no consulado do Porto (esse assunto merece um post próprio!), depois marcarmos via telefone novo agendamento. E GRAÇAS A ESSE ERRINHO, quase tomamos a tal multa, mesmo tendo feito tudo no prazo. Não constava no sistema nossa ida anterior e deu um trabalho danado resolver isso. Portanto, marquem via telefone e exijam a marcação do retorno lá no próprio SEF. Ah, o SEF é fácil de achar. Fica na LOJA DO CIDADÃO, uma espécie de super-repartição pública que há nas cidades maiores onde ficam concentradas todas os diversos órgãos que alguém possa precisar. Em Coimbra a Loja do Cidadão fica na avenida principal da cidade. Não tem como errar. 

2) passaporte: Docinho e Monstrinho não tinham passaporte. O meu passaporte brasileiro tinha sumido. Para marcar foi via telefone e acabamos dando sorte, pois o processo todo correu em cerca de 30 dias, da marcação, ida na Delegacia da PF e emissão do mesmo. Mas foi sorte, pois mais ou menos uns 40 dias depois de tirarmos os nossos passaportes houve uma greve da PF e quem não tinha passaporte ficou todo enrolado. Detalhe, paga-se uma grana considerável para tirar o passaporte, o que já acho um roubo, pois é um documento como outro qualquer. E nunca vi ninguém cobrar, por exemplo, para tirar título de eleitor (aaahh, mas aí há interesse dos políticos). Porém, se seu passaporte sumiu ou estragou, paga-se o dobro. Isso mesmo, o dobro! Motivo? Safadeza, só pode ser! Tudo bem...  fica a dica, se está pensando em vir estudar, minha sugestão é tirar o passaporte com MUITA antecedência.

3) carteira de motorista: se está pensando em dirigir por aqui, esteja avisado: eles dirigem feito doidos! Correm como se estivessem num rally, mesmo que seja para para ir de casa na padaria. Quanto à carteira de motorista, a sua carteira comum, nada de internacional, vale aqui por SEIS MESES. SE você estiver legal, pois se estiver sem visto, após 3 meses estará ilegal e sua carteira não terá validade. Após os 6 meses,    terá que transferir sua carteira para cá. Isso é outro parto. Vai precisar da carteira válida no Brasil, de um documento do consulado brasileiro no Porto informando que sua carteira é verdadeira (acho isso bem peculiar, pois até 1 dia antes sua carteira era considerada verdadeira por todo mundo!), duas fotos tipo passe (aqui não usa 3X4, mas um outro tamanha chamado "passe"), um exame médico daqui dizendo ter saúde (tem que comprar um formulário específico - aliás, TUDO aqui tem um formulário específico... os caras são MUITO burocráticos. Parece com o Brasil na década de 70, tudo tem um carimbo, tudo tem um formulário, sempre tem alguma assinatura faltando - antes de ir ao médico, que pode ser particular ou do posto de saúde). Aí, de posse disso NÃO vá na Loja do Cidadão. Lá tem o serviço de motorista, mas NÃO fazem esse serviço. A loja que faz isso fica perto da rodoviária de Coimbra na mesma avenida da Loja do Cidadão. Até sua carteira chegar eles te dão um papelzinho vagabundo (parece feito em casa) dizendo que pode dirigir em Portugal. Nem pensar em sair do país de carro enquanto isso, até porque tomam a sua carteira. O processo todo leva uns 2 meses.

4) saúde: o brasileiro que seja segurado ou dependente de segurado do INSS (autônomo ou empregado) pode pegar um formulário PB-4 (informações em www.portalconsular.mre.gov.br/mundo/europa/republica-portuguesa/lisboa/servicos/atestado-de-direito-a-assistencia-medica-pb-4) ainda no Brasil e terá direito ao atendimento aqui. Acontece que nada disso é necessário. De posse do seu visto, vá ao posto de saúde perto da sua casa e diga que quer se cadastrar, que mora no bairro e que precisa de atendimento médico. Darão um papel com o seu código e poderá marcar suas consultas. A UC tem um departamento médico que cuida dos alunos se necessário, mas os serviços não são de boa qualidade segundo quem já foi. Nunca usamos, mas acredito nas fontes. O posto de saúde, por seu turno, é uma beleza, limpinho, organizado e o atendimento bom. Bem melhor do que o nosso SUS, embora não seja aquela simpatia - aliás, isso não há aqui em lugar algum. As emergências dos hospitais são um brinco. Levamos o Monstrinho lá há cerca de 10 dias e o atendimento foi show, além do ambiente ser ótimo. E tudo grátis para crianças ou por um precinho módico para adultos (aqui o o serviço público é pago, exceto para quem tem o PB-4. Mas os valores são moleza).
           
5) bagagem: imagina a cena, você mudando de país por no mínimo 1 ano com mulher e filha. Pensa no tanto de coisas que tem que trazer. Pois bem, foi o nosso caso. E o limite da bagagem é de 32kg por mala, sendo que cada um pode trazer duas malas. Ou seja, em termos de peso até que dá, porém o complicado é carregar SEIS malas, sendo que cada uma pesa um chumbo. Fora a bagagem de mão. Nossa viagem foi hilária... como sugestão para ajudar, há um negócio chamado "vacuum bag", um saco plástico bem grosso com uma válvula que permite conectar o aspirador de pó e sugar todo o ar de dentro do saco. Com isso as roupas dentro encolhem que é uma beleza! Nós não tínhamos isso, mas resolvemos dar uma chance, já que não caberiam nossas roupas nas malas. Compramos um jogo de sacos. E FUNCIONA!!! Caramba, praticamente dobra o que cabe numa mala! Óbvio que não muda o peso das roupas, mas ao menos ajuda no volume. Sugiro comprar. Serve ainda para as mudanças de "guarda-roupa", ou seja, a troca de roupas do inverno para as roupas do verão sem que umas ou outras fiquem com cheiro de guarda roupa. Não é barato, mas é muito prático.

Acho que em termos de preparativos para viajar foi isso. Se eu lembrar de mais alguma coisa volto ao tema.

Abs

Coração

2 comentários:

  1. Olá gostaria só de confirmar se eu for para Portugal passar 5 meses, poderei dirigir com minha carteira comum do Brasil? e sobre o visto tem algum custo, demora muito para sair? Obg!

    ResponderExcluir
  2. SE tirar um visto que permita que fique em Portugal por 5 meses, sim, sua carteira de motorista será válida. Agora, quanto ao visto, não sei se cobram ou quanto cobram, pois não precisamos nunca de tirar vistos no Brasil... sugiro procurar na página do consulado português mais próximo da sua casa se há informações sobre isso.

    Abs e boa viagem

    ResponderExcluir