quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Escola, moradia, custos, etc...

Oi Pessoal,

Pelo jeito o mundo brasilis inteiro vai mudar para Coimbra nos próximos tempos! Caramba, estou surpreso com o número de mensagens que tenho recebido com pedidos de informações. Bem, esta aqui foi da Thaís:

"Olá colega, muito obrigada por esse blog e posts. Tem me ajudado muito. Vou para Coimbra em agosto de 2013 fazer o doutorado sanduiche. São apenas 6 meses, mas gostaria que você me desse mais dicas, pois vou com meu esposo e minha filhinha de 6 meses. Será que vc poderia me explicar onde mora, quanto paga de aluguel (com tudo incluído), se tem roupa de cama, etc e tal ou se preciso comprar por ai, etc e tal.
Gostaria tb de dicas de escola, principalmente a que vc escolheu para sua filha, Fiquei pasma com o preço. Muitíssimo barato. Gostaria tb de dicas de emprego, pois meu esposo vai comigo, mas ele quer trabalhar.
Gostaria tb de dicas de onde me informo qdo chegar para comprar carro, se posso viajar de carro para outros países, se isso é possível ou fica mais barato ir de trem e/ou avião.
São tantas as dúvidas, mas gostaria muito da sua ajuda."

Como acho que pode interessar a um bom bocado de pessoas, vamos lá:

1) nós moramos em um ótimo bairro, chama-se Santa Clara. Há duas partes, alta e baixa. Nós moramos na parte baixa, próxima ao rio Mondego, um bairro bem residencial e considerado de luxo, embora não seja caro de morar - é caro de comprar! Na parte alta é mais antigo, muito residencial também, mas menos "elite", porém com MUITO mais comércio por perto, assim como ônibus e tudo o mais. Como sou preguiçoso e não gosto de pegar ônibus, escolhi a parte baixa mesmo! :) Tem um parque público lindo, o parque verde, bem aqui na porta de casa, limpíssimo, extremamente seguro, tranquilo e excelente para ler, fazer picnic e tudo o mais (no verão, claro). Gosto imensamente daqui, mas como já disse em outros posts, há outros ótimos bairros para morar em Coimbra, sendo a Sollum e Celas alguns dos mais procurados pelos estudantes em geral por serem mais centrais. Uma busca no Google Maps por estes nomes vai indicar direitinho onde fica o quê.

2) Preços: aluguel aqui gira em torno de 250 a 350 euros para um apartamento de sala e quarto, 350 a 500 para dois quartos, 500 a 750 para três quartos. Sem mobílias. Mas acha-se uns mobiliados nesta mesma faixa de preços em algumas ocasiões. Só acho que a mobília em geral é muito feia, coisa feita para estudante mesmo... Agora, não deixe para alugar depois de julho ou no máximo agosto. Não vai achar nada... o que é bom é em geral alugado em maio, junho ou julho. Agosto o país pára, portanto, tudo é mais difícil, não deixe para esta época, porque fica mais complexo mesmo.

   2.1) fiz indicações para aluguéis em outro post, mas para quem vem por pouco tempo e tem alguma grana para gastar, sugiro fortemente os APARTAMENTOS COM VIDA, da Marta Figueiredo. São mobiliados, de luxo, com ótimo gosto, é entrar e morar, exceto por roupa de cama e utensílios de cozinha (facas, garfos, panelas...). Vale a pena o preço a se pagar. Entre no site ou entre em contato com ela... é gente finíssima e muito correta.
   2.2) em geral as coisas aqui são mais baratas que no Brasil. Nós quando viemos trouxemos uma porção de cobertas que tínhamos acabado de comprar. Foi bobagem. Teríamos comprado aqui outras até melhores e mais baratas. Minha sugestão é: chegue, fique UM dia no Ibis (é num lugar ótimo logo em frente ao parque verde, mas do outro lado do rio - e bem pertinho de uns barzinhos ótimos!), compre o que precisar - na Baixa,  o que dá para ser feito a pé mesmo, ou nos shoppings, onde já precisa pegar um ônibus, mas nada de complicado - e no dia seguinte já vá para o seu apartamento com as coisas na mão.
    2.3) não sei o seu grau de simplicidade ou de exigência, mas a Universidade tem vários alojamentos para estudantes, inclusive um específico para pessoas que fazem mestrado e doutorado (e tem filhos). Este fica na parte alta do Santa Clara e é bem cuidadinho pacas. Barato (acho que são 250 euros por mês, com arrumação, luz, gás, água, internet - inclusive um chip para usar no celular incluído ) e com transporte na porta. É um tanto apertado (é quarto e sala com cozinha americana), mas nada do fim do mundo. Uma amiga da Docinho ficou lá por uns 8 meses e achou muito bom. Agora, é difícil arrumar vaga, portanto, o ideal seria ir tentando já no início do ano ou no máximo até maio - época em que muitas pessoas vão embora e aí as vagas surgirão.
    2.4) ficou faltando falar do "tudo incluído". Varia muito de família para família, Thais, mas te digo que pagamos uns 300 euros por mês em alimentação (não poupamos e compramos o que queremos), uns 60 de combo TV+internet+telefone (tv é o pacote mais completo, internet de 100 Mb efetivos, telefone sem conta em ligações para fixos em Portugal e, após as 21h, também para uns 30 países... pena que o Brasil não está incluído, mas se quiser falar com alguém nos EUA ou na China, nem vai pagar!), 15 de telemóvel (com internet), uns 20 de água, uns 30 de gás (aquecimento!). Condomínio e IPTU já vão incluídos nos aluguéis (os preços que falei lá no alto).
    2.5) taxi aqui custa uns 5 a 7 euros. Mais ou menos o mesmo para qualquer lugar que vá. São rápidos (até demais! Eles voam nos seus Mercedes 320), tem uma central para atendimento 24h, pegam na porta de casa (preço já incluído naqueles que mencionei) e em geral são muito eficientes. É sempre uma alternativa.

3) trabalho em Coimbra é complicado. A crise aqui é grande. Então, dependerá muito do que seu marido faz e da área em que atua. Se ele for operacional, isto é, mãos na massa, aí é mais fácil. Aqui precisam muito de gente que pegue no pesado. Agora se for mais "escritório" ou "pensante", já complica. Há trabalho, mas não há emprego. E em tão pouco tempo que ficarão já será mais complicado ainda de arrumar.

4) escola: para sua filha de 6 meses tem que ser creche. Eles dividem em até 3 anos e depois de 3 anos até 6 anos e depois no colégio. No seu caso, sugiro a UNIVERSO IMAGINÁRIO, da Sandra. A Monstrinho ficava lá. E te digo, se fossem da creche à universidade ela teria ficado lá! (ela tinha aulas de yoga, inglês, música, pintura, ginástica, além das atividades normais para crianças de 2 anos) Mas só vai até os 3, portanto, tiramos e colocamos em outra (Nova Bola Amarela - não gostamos e não recomendo). Como não gostamos, passamos para esta. Na Universo Imaginário o preço é em torno de 300 euros, assim como na maioria das creches, que são mais caras do que os infantários - depois dos 3. Mas há algumas públicas, só não posso te falar nada porque não conheço. A amiga da Docinho que morava lá no alto do Santa Clara fez uma outra opção. Contratou uma moça para ficar com o bebê dela (tinha uns 3 meses quando eles chegaram), assim além de ter babá ela também tinha alguém para deixar a criança quando queriam dar uma saidinha - o que é complicado aqui, porque as babysitters são caras: uma média de 8 euros por hora!

5) viajar de carro é normal aqui. Embora o preço dos combustíveis não seja baixo (1,5 o diesel e, acho, 1, 8 a gasolina) e os pedágios sejam altos (daqui até o Porto ou Lisboa pagamos em torno de 7 e 13 euros, respectivamente, por trecho), as pessoas metem o pé na estrada direto! Para a Espanha é um pulo. Em umas 2h já podes estar falando espanhol sem problemas! Madrid fica a 6 horas, sem grandes estresses, Mérida a umas 4 a 5 horas, Santiago de Compostela a 3h. Na Espanha quase não há pedágios e os combustíveis são mais baratos. Agora, mais "pra lá", isto é, França e outros países, não posso te dizer. São longe demais para minha ânsia por dirigir, então só tivemos experiências de avião. E neste terreno, acha-se passagens, sabendo procurar e dependendo da época, por até 10 euros para Madrid, 20 Barcelona, 30, Paris, 30 Londres, 30 Berlin. Por trecho. Trem não compensa. Como vocês são três, fica mais em conta ir de carro ou mesmo de avião.

6) comprar carro. Bem, nós compramos na revenda da marca. Mas para quem vai ficar por pouco tempo como vocês, numa boa, nem sei se precisam de carro. Para viajar pode-se alugar - há carros por 30 euros por dia - e na cidade há bons transportes públicos. Dependendo de onde morem podem ir mesmo a pé para os lugares. Mas se querem carros, quando for mais perto me falem que vejo alguma revenda por aqui, ok? Como disse, encontram-se carros aqui por 300 euros. Antigos, mas rodando. Acho que com uns 2.000 euros se consegue um bom carro.

Bem, acho que respondi tudo... espero, porque já estou com cãimbras de tanto escrever! kkkkk
Abs e boa sorte nos preparativos, Thais.

Coração

16 comentários:

  1. Adorei o post, que caiu como luvas pra mim. Estou pensando em ir com marido e filha de 3 anos. Queria daber o nome da Escola para crianças de três anos.

    ResponderExcluir
  2. Olá.

    Infelizmente, a escola Universo Imaginário só vai até os 3 anos, portanto, sua filha não poderá ficar lá, o que é uma pena, pois na nossa opinião é um sonho de escola... Nossas outras sugestões são:

    1) Fundação Bissaya Barreto, que tem dois locais, em Bencanta (que é um pouco fora da cidade, mas é um "campus" bem grande e onde certamente não faltarão vagas) e aqui em Santa Clara, dentro do Portugal dos Pequenitos, mas são poucas vagas (tem apenas 1 sala por cada idade). Os preços variam em função da sua renda comprovada sendo o máximo 270 euros - TUDO incluído, funcionando de 8h às 18:30.

    2) Capuchinho Vermelho - fica em São Martinho O Bispo e temos ótimas referências do filho de uma amiga que estuda lá. Também tem o horário alargado, tem baby sitter e etc, mas não sei os preços.

    3) Nova Bola Amarela - fica perto da Quinta da Portela e da polo de informática e engenharia da UC. É um pouco mais cara e fica um pouco fora de mão, exceto para quem mora perto. Mas é um ótimo espaço e em geral todos gostam muito. Is preços são em torno de 320 euros e o horário é de 8 às 20h.

    4) João de Deus - fica na Alta da cidade e é muito bem recomendada. Tem um método próprio de ensino que faz um grande sucesso aqui, mas não conheço ninguém que estude lá para te dar melhores informações.

    Agora, há escolas públicas e os povo aqui gosta muito. Mas é complicado de arrumar vaga, porque a procura é enorme.

    Abs e boa sorte nesta mudança!!

    Coração

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigada Coração! Anotei tudo! A propósito, foi a Nova Bola Amarela que vcs não gostaram? Abs, Patricia.

    ResponderExcluir
  4. Foi sim, Patrícia, mas houve uma total mudança de administração desde que nosso Monstrinho saiu de lá. Antes a dona da creche, já idosa, havia "terceirizado" a administração. Como não estava dando certo (não só nós reclamamos), ela retomou o controle da creche e voltou aos parâmetros anteriores. Tivemos bons comentários desde então, daí que eu tenha mencionado. Além disso, praticamente em frente a ela há um dos imóveis da Apartamentos com Vida, o que facilita MUITO a vida das pessoas, pois são mobiliados com tudo, incluindo TV LCD (acho que lá só tem quarto-e-sala, mas para um casal com criança pequena é suficiente) e nem precisa pegar transporte/carro para levar e buscar na creche. :)

    Abs e boa sorte, Patrícia.

    Coração

    ResponderExcluir
  5. E esses alojamentos para mestrando com filhos? Como tenho acesso pela internet?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em relação aos alojamentos da Universidade de Coimbra, seja para mestrandos, graduandos ou doutorandos, encontrará neste link

      http://www.uc.pt/sasuc/ServicosApoioEstudantes/Alojamento/ghost_of_Residencias

      as informações direitinho. Mas sugiro contato telefônico, porque são muito procuradas e o contato sempre facilita.

      Boa sorte.

      Abs

      Coração

      Excluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pelo blog! Em agosto desse ano(2014) vou para Coimbra provavelmente passar 4 anos, meu esposo fará doutorado. Não tenho perguntas a fazer porque a resposta de vocês dadas a outras pessoas já tem me ajudado bastante!
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Josi,

      Legal que estejam vindo e que o blog tenha ajudado. Espero que a vinda (com toda a barafunda que causa) não seja traumática kkkkkk Abs e bons preparativos!

      Excluir
  8. Parabéns pelo blog! Muita informação útil!
    Ainda não sei se teremos coragem de nos mudarmos. Minha maior preocupação é com a minha filha mais velha, que tem 6 anos e está no 1º ano. Tenho medo dela não conseguir se adaptar.
    Mas nas pesquisas que ja fiz sobre escolas, acabei achando mais interessantes os colégios maiores e mais tradicionais, tipo Rainha Santa Isabel, São Teotônio, São José... Vocês teriam alguma informação sobre eles?
    Desde ja agradeço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ih, meu amigo, pode relaxar. Sua filha vai se adaptar facilmente, acredite. As crianças aqui são muito inclusivas e ela em pouco tempo nem falará mais com o sotaque daí! kkkk A minha já fala 100% o português daqui. E você terá a oportunidade de oferecer uma boa educação para ela, horário integral, cheio de atividades extras culturais... seria uma ótima mudança para ela.
      Quanto aos colégios, nós vimos estes colégios para levar o nosso Monstrinho para lá. Mas há algumas restrições para mim:
      1) são FORTEMENTE religiosos ao contrário do que é comum em colégios católicos no Brasil (estudei em um e tirando uma ou outra coisa, além das aulas de religião, mal se notava estar num colégio católico). Aqui, não. Até restrições alimentares eles fazem (carne de porco e etc nem pensar);
      2) são beeeem grandes... e achamos que colégios menores seriam melhores para nossa filha, tendo uma atenção mais diferenciada (frescura nossa! kkkk).

      De resto, são bem recomendados e conceituados, tanto na cidade quanto a nível nacional (em especial o Rainha Santa Isabel, que normalmente é o primeiro no ranking NACIONAL).

      Boa sorte na sua decisão e reconsidere se o fator for especificamente a adaptação de sua filha. Nossa experiência com as crianças brasileiras que conhecemos aqui ao longo do ano foi sempre de fácil inclusão e grande adaptabilidade.
      Abs
      Coração

      Excluir
    2. Pois é... É isso que todo mundo fala. Que as crianças são muito adaptáveis. É mais fácil eu não me adaptar do que ela. hahahaha. Aliás, pra ser sincera acho que é disso que tenho mais medo.
      Meu marido é descendente de portugueses e, depois que me casei, ja fomos varias vezes a Portugal, ja chegamos a morar ai por 4 meses, quando ele estava terminando o doutorado.

      Quanto a escola, minha filha ja estuda numa escola grande e católica (Marista S. José, no RJ), mas pelo que ja vi o Rainha Sta Isabel, por exemplo, deve ser bem maior e pelo visto bem mais restritivo. Sério que não pode comer carne de porco? Nem sabia que isso era proibido aos católicos! hehehe.

      Uma preocupação que tb tenho é que ela teria que repetir um ano, uma vez que o ano letivo aí começa em setembro. Mas como ela está adiantada talvez isso não fosse exatamente um problema...

      Obrigada pelas informações!

      Excluir
    3. Oi.

      Eu também estudei minha vida toda no Marista do Rio - na Usina e depois ainda perto da praça Saenz Peña! Ela vai mesmo sentir a diferença... não é só a carne (também não sabia disso!), mas o número de rezas por dia e várias outras coisas. Segundo pude perceber do que vi parece mesmo com aqueles colégios católicos na década de 1940 ou 1950... tudo bem rígido. Pode ter sido impressão, mas foi o que ficou. Acabamos optando por um colégio laico de ótima qualidade (da Fundação Bissaya Barreto).

      Chato isso de perder parte do ano, mas na vida de uma criança isso não fará diferença.
      Sinceramente, se o objetivo é mudar de ares - em especial do RJ - eu recomendo ENFATICAMENTE que venham... será fácil? Não, claro que não. As primeiras semanas serão complicadas, mas depois tudo se acalma e a vida entra nos eixos. E seus filhos, em especial, vão se beneficiar muito da tranquilidade que é viver num lugar seguro, tranquilo, onde tudo pode ser feito com calma e etc. Acredite, é da água para o vinho.
      Não deixe seus medos formarem barreiras no futuro dos seus filhos... a gente é muito mais resiliente do que parece. Eles, então, nem se fala.
      Abs

      Coração

      Excluir
    4. Meu marido tb sempre estudou no Marista (até 1994).
      Tb já tinha pesquisado sobre a Fundação Bissaya Barreto. Parece bom realmente.

      Obrigada pela força! Viver no brasil e, especialmente no Rio de Janeiro, na minha opinião, está se tornando cada vez mais difícil. O custo de vida altíssimo, a violência, a agressividade das pessoas... Enfim, acho que já está na hora dessa mudança acontecer!

      Excluir
    5. Eu sou um "cadinho" mais velho que seu marido... mas nem tanto, viu?!? kkkkk

      Concordo em gênero, número e grau. Ainda mais para nós que temos filhos... tá complicado viver no Brasil.
      Espero que vocês tomem coragem de dar esse salto (difícil). Seus filhos merecem.
      Abs e boa sorte.

      Contem conosco se precisarem de alguma coisa.

      Saudações Maristas para o seu marido!

      Coração

      Excluir